PM já apreendeu 77 armas em Parnamirim durante 2015

0
1

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (COINE), divulgou na última sexta-feira (6) o quantitativo de armas apreendidas pela Polícia Militar, no período de janeiro a outubro de 2015 na Região Metropolitana de Natal. Ao todo foram apreendidas 552 armas, o que representa um aumento de 2,4% se comparado com o mesmo período do ano passado.

Quanto as cidade onde as armas foram apreendidas, Natal se destaca com a apreensão de 318 armas, o que representa 42% do total. Em seguida estão Parnamirim (77), Ceará Mirim (32), São Gonçalo do Amarante (31), Macaíba (28), São Jose de Mipibú (26), Extremoz (20), Nísia Floresta (10), Monte Alegre (8) e Vera Cruz (2).

Se compararmos estes dados com o ano passado, veremos que as cidades de São José de Mipibú e Ceará Mirim tiveram um considerável aumento de apreensões em 2015. Em São José de Mibipú as apreensões cresceram 136% e em Ceará Mirim 128%.

O Tenente Isaac Leão, comandante da 2º Companhia do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) explica que o aumento de apreensões de armas registradas em São José de Mipibu resultou diretamente na redução dos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais na cidade.

“Ao longo deste ano já conseguimos reduzir em mais de 50% os índices de assassinatos em São José de Mipibú. Para isso, estamos intensificando a filosofia de polícia de proximidade, semelhante ao do Ronda Cidadã. Assim, estamos obtendo informações antecipadas a cerca de delitos evitando que ele aconteça. Nestas ações buscamos integrar o Ministério Público, Poder Judiciário, Policia Civil e comunidade”, disse o oficial.

O tipo de arma mais apreendida nestes dez meses na Região Metropolitana de Natal, assim como em 2014, continua sendo o revólver, com 367 registros, seguido por Espingardas (78), Pistola (57), Simulacro (19), Garruncha (10), Faca (8), Rifle (3), Fuzil (3), entre outros.

O relatório também apresenta a faixa etária das pessoas identificadas portando ilegalmente arma de fogo na região. Homens de 18 a 25 anos são o que lideram as estatísticas de apreensões (49,2%), seguido pela faixa etária de 12 a 17 anos (24,8%), de 26 a 40 anos (20%) e acima de 40 anos (5,8%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui