Ex-secretário recebia propina em dinheiro vivo, segundo PF

O ex-secretário de Obras de Parnamirim e pré-candidato a prefeito Naur Ferreira recebia propina de empresas em dinheiro vivo e lavava os recursos na compra de imóveis e veículos, detalhou a Polícia Federal.

Para não despertar suspeitas, Naur colocava a propriedade dos bens em nome de terceiros. O dinheiro da propina era obtido em diversos contratos de prestação de serviços e obras.

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (15), o delegado Santiago Hounie, da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros, explicou que o inquérito que resultou na ação de hoje contra Naur foi aberto neste ano através de denúncia anônima.

As investigações iniciais ainda não apontam o valor de recursos desviados, mas a PF antecipou que concentra seu inquérito em dois contratos que envolvem recursos do Ministério das Cidades. Os valores ainda não foram estimados.

Para os investigadores da PF, Naur é o mentor do esquema. Nesse momento, foi descartada a participação de envolvidos com prerrogativa de foro.

O ex-secretário ainda não se manifestou a respeito das acusações.

 

Dinarte Assunção/PortalNoAr

Câmara
Compartilhar

1 COMENTÁRIO

  1. isso e o de menos esse cidadão e igual aos de brasília se procurarem vão achar muitas coisa, ainda bem que foi agora ja imaginou esse ladrão sendo prefeito

Deixe uma resposta