Maurício Marques corta próprio salário, como forma de redução de gastos

0
1
O prefeito de Parnamirim, Maurício Marques dos Santos,convocou os secretários municipais, nesta quarta-feira, para expor a situação financeira do município, face à crise instalada, não só no Rio Grande do Norte,mas em todos os municípios brasileiros. “Essa é a pior crise já enfrentada nas últimas décadas”, afirmou o chefe do Executivo.
A orientação do prefeito aos secretários foi a de reduzir, ainda mais, os custos atuais da administração municipal. Entre as decisões tomadas, o prefeito anunciou o corte acentuado nos vencimentos dos cargos comissionados. “Vou começar pelo meu próprio salário, da vice, dos secretários e demais cargos. Na próxima sexta-feira, será publicado o decreto com os valores relacionados à essa redução”, anunciou.
Um estudo será realizado visando mais cortes nos contratos terceirizados, nos aluguéis, horas extras, plantões, vale alimentação, diárias e carros utilizados pelas secretarias”, disse o prefeito. Com essas medidas, se espera economizar cerca de R$ 700 mil, por mês, nas contas públicas.De acordo com o prefeito Maurício Marques, a receita municipal caiu em outubro R$ 13 milhões, em relação a julho deste ano. Essas são medidas que precisam ser adotadas para evitar as demissões, que não estão descartadas. “Precisamos garantir a folha de pagamento de novembro,dezembro e o 13o salário do funcionalismo municipal. Para isso, precisamos cortar na própria carne para garantir a saúde financeira da administração”, disse Mauricio.
No final da reunião, o prefeito reafirmou a inauguração da UPA de Nova Esperança para o dia 27 de novembro e a entrega de mais duas unidades básicas de saúde até 31 de dezembro, deste ano. “Não vamos parar. A crise está aí, mas estamos fazendo de tudo para que os serviços básicos continuem sendo ofertados à população de Parnamirim que merece todo o nosso respeito”, conclui Maurício Marques.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui