Vereador Valério Santiago destaca memória aérea da cidade

    O vereador por Parnamirim Valério Felipe Santiago (PDT) fez um pronunciamento na Câmara para falar sobre a relação histórica de Parnamirim com a aviação.
    Veja a íntegra do pronunciamento:
    “Parnamirim nasceu sob a égide da aviação. A Base Aérea teve participação preponderante na formação do nosso município com a instalação da Base americana no lado leste do terreno da Aeronáutica e da Base brasileira no lado oeste em 1942  (quando o presidente Getúlio Vargas criou a Base Aérea de Natal), a partir do Decreto-Lei 4.142, sendo seu primeiro Comandante o Major-Aviador Carlos Alberto de Figueira Souto.
    Em 1945, quando os americanos foram embora por causa do fim da guerra, a aeronáutica transferiu suas instalações para a base no setor leste.
    Em 1947, o Major José Vaz da Silva fundou a escola de Base, que funcionava em frente ao Cassino dos Oficiais da Base Aérea. Infelizmente, os prédios foram demolidos e a escola funcionou até 1953, quando transferiu-se para perto do hospital e do rancho dos soldados, posteriormente para um prédio antigo da Base Oeste, e daí para uma escola construída pelo governo estadual, que é a Santos Dumont, situada na avenida.
    Na época, os alunos eram transportados para a escola de Base em um caminhão adaptado na carroceria, uma espécie de contender com janelas e bancos como se fosse um ônibus, nós os chamavámos de “Diamond” (talvez fosse a marca do veículo). A escola funcionava em tempo integral fornecendo todas as refeições. A população na época era na maioria de funcionários da Base, sem contarmos com a Vila dos Sargentos construída em 1945. Enfim, a Base mantinha a cidade.
    Hoje, a área ocupada pela base é a única preservada em Parnamirim, com uma pequena floresta remanescente da Mata Atlântica.
    O Major-Aviador José Vaz da Silva, na época comandante da Base Aérea, visando a melhorar as condições de vida dos moradores da Vila Parnamirim, instalou 2 chafarizes para abastecimento d´água e os primeiros ramais de energia elétrica.
    CEL. SERRA DE MENEZES
    Colaborou ativamente para Parnamirim restabelecer o projeto de emancipação, constando do mesmo que a Base Aérea ficasse considerada parte integrante dos terrenos de Parnamirim e não como pertencente a Natal, como estava estabelecido no projeto. Ao apreciar a questão, considerou-se o fator histórico, uma vez que as instalações foram construídas em torno da Vila de Parnamirim.
    CEL. PAULO MOREIRA BOURNIER
    Muito contribuiu, juntamente com sua esposa, através de assistência social às crianças pobres da cidade, distribuindo alimentos para os pobres como também medicamentos gratuitos aos carentes.
    BRIGADEIRO PAULO SALEMA GARÇÃO
    Usou todas os esforços para construção do primeiro conjunto habitacional feito pelo BNH em Parnamirim, denominado Cohabinal. Contribuiu para que o ministro de Aeronáutica, Brig. Eduardo Gomes, doasse o terreno para a construção do referido conjunto, que na época pertencia ao ministério da Aeronáutica.
    BRIGADEIRO EVERALDO BREVES
    Conseguiu que pedras de paralelepípedo, que foram retiradas da faixa que ligava a BR 101 ao aeroporto e ao portão da Base Oeste (já que o trajeto iria ser asfaltado), fossem doadas a prefeitura de Parnamirim para calçar a avenida Fabrício Pedroza, que hoje é a avenida Brigadeiro Everaldo Breves, e parte do centro da cidade. Contribuiu também intercedendo, junto com autoridades de Parnamirim, para que o então prefeito de Macaíba, Dr. Valério Mesquita, firmasse um convênio permitindo com que Parnamirim aumentasse sua área de 96 para 118 km².”

    Comentários

    prefeitura_parnamirim_top
    Compartilhar

    Deixe uma resposta