Circuito de Escritores comemora Dia do Livro Infantil

O Circuito de Escritores desta tarde (18), recebeu alunos de oito escolas municipais no Parque Aluízio Alves, na Cohabinal. O evento, em comemoração ao Dia Nacional do Livro Infantil, faz parte da Semana Municipal do Livro e da Leitura (SMLL), programação instituída no calendário cultural da cidade, por meio da lei municipal 1870, de janeiro de 2018.

A SMLL, promovida pela Secretaria de Educação e Cultura (SEMEC), teve início na segunda-feira (16) e vai continuar até a próxima sexta (20) com diferentes atividades realizadas nas escolas e em toda cidade.

Durante o Circuito, autores, poetas, e cordelistas realizaram contações de histórias, apresentações musicais e teatro de fantoches, relacionadas com obras de própria autoria. Estavam presentes os escritores  Antônio Francisco, José Acaci, Geraldo Tavares, Salizete Freire, Dorinha Timóteo, Francisco Martins, José Veríssimo e Ana Trigueiro.

Além disso, os alunos participaram de uma sessão no Planetário Municipal, localizado no Parque Aluízio Alves. O tema apresentado foi “Gigantes no Céu”, que mostra algumas constelações, o céu do mês de janeiro e simula uma viagem no espaço.

Amanhã, quinta-feira (19), haverá blitzes literárias em vários lugares da cidade.  Alunos farão intervenções literárias no Lar do Ancião Evangélico (LAE), Lar Espírita Alvorada Nova (LEAN), Academia Ritmos, Supermercado Supershow em Santa Tereza e no ginásio poliesportivo em Passagem de Areia, entre outros.

LANÇAMENTO DA REDE POTIGUAR DE BIBLIOTECAS NO CIRCUITO LITERÁRIO

A Rede Potiguar de Bibliotecas é lançada hoje (18) dentro da programação do Circuito de Escritores, por meio de uma iniciativa do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) e do Instituto C&A.

A ideia é cadastrar através do site www.bibliotecasdorn.com.br todas as bibliotecas do estado e interligá-las por meio de ações de incentivo à leitura. Em Parnamirim, 100% das escolas públicas são equipadas com bibliotecas, onde professores mediadores de leitura facilitam o contato dos alunos com os livros.

” Quem experimenta o deleite estético da literatura, sabe – e bem – a importância do objeto livro para a plena realização da nossa humanidade. O Projeto Rio de Leitura também enxerga e defende a causa”, disse Angélica Vitalino, técnica do Rio de Leitura.

Comentários

Compartilhar