7 DICAS PARA MANTER O NAMORO A DISTÂNCIA

0
2

Graças ao grande número de agências especializadas e às toneladas de informações na web, é cada vez mais comum vermos as pessoas fazendo intercâmbio. O namoro não é um impeditivo para que um dos dois viaje, mas ter jogo de cintura é uma tarefa de casal.

Confira aí as nossas 7 dicas para fortalecer o namoro durante o intercâmbio!

7 – CONFIEM UM NO OUTRO

Confia no outro e vai, meu filho!

Isso é uma dica para a vida, na verdade, e não apenas para o intercâmbio. Se a gente não confia no outro, nada anda. Se você é do tipo controlador/ciumento, tenho duas notícias pra você: 1º isso não é bonitinho. 2º seu probema não é com o intercâmbio, é com a vida.

Gente, não tem condições de ficar com ciuminho pessoalmente e nem à distância. Inclusive, isso é um forte indício de um relacionamento abusivo…

6 – ENTENDAM QUE IMPREVISTOS ACONTECEM

A pessoa chega no destino e esse é o telefone que tem lá pra usar!

Quando vocês combinarem de conversar no Skype, já saibam de antemão que pode acontecer de a conexão estar péssima. Também é possível que um dos dois simplesmente não possa conversar no dia.

Quando a Cá chegou na Irlanda, logo no primeiro dia ela ficou completamente sem conexão! Imaginem o meu desespero. Só que a gente tem que entender que a outra pessoa está no intercâmbio justamente para passar por esses apertos e aprender a se virar! Então a palavra de ordem é: CALMA!

5 – CONVERSEM ANTES SOBRE A POSSIBILIDADE DO INTERCÂMBIO

"Aproveitar que a gente tá aqui no laguinho e xô falar: semana que vem eu embarco!"

Sei que parece uma dica idiota, mas é impressionante a quantidade de namoros que sofrem porque o casal não conversa sobre a possibilidade de um intercâmbio. Mesmo que isso não esteja à vista imediatamente ou que dependa de algo para acontecer, é importante que a conversa sobre a viagem esteja constantemente como um dos tópicos de bate-papo nas conversas de casal!

4 – FAÇAM DO PLANEJAMENTO UM PROGRAMA DE CASAL

What is the plan, modafóca?

Sentem para abrir o notebook e ver, de forma descontraída, os lugares que a pessoa que vai viajar vai conhecer. Aproveitem pra dar risadas das descobertas culturais na internet e pra torcer juntos pelo aluguel daquele quarto, ou da matrícula na escola. Isso faz com que o casal se aproxime e que o assunto “intercâmbio” seja algo leve!

3 – CONVERSEM TRIVIALIDADES À DISTÂNCIA

"Hoje foi louco, amor. Comi um sorvete da hora."

Quando a Cá estava viajando, 99% das nossas conversas diárias eram coisas triviais (“Comi uma manga super azeda!”, “Queria muito assistir ao filme X”, etc) exatamente como faríamos se ela estivesse aqui. Isso porque o intercâmbio não deve ser tratado como uma zona de guerra pelo casal, e sim como um capítulo normal da sua vida à dois!

2 – ENTENDA A SOLIDÃO DO OUTRO

Aquele dia em que você não tem vontade de sair de casa...

Amiguinhos, quem fica para trás se sente solitário. E quem embarca para o intercâmbio também se sente assim.

Em um namoro à distância é importante que ambos entendam quando o outro está amuado, quietinho ou quando lamenta por coisas que parecem pequenas. Isso é reflexo da solidão. É dever de quem está “bem” de ânimo compreender e animar o outro. É dever de quem está se sentindo triste identificar os esforços do parceiro e procurar se animar.

1 – ESTIMULE OS PASSEIOS E DESCOBERTAS

Ao invés de dizer "legal...", que tal dizer "vai explorar, amor!"?

Sério, nada mais chato do que contar todo animado que marcou determinado passeio com os amigos e receber um “legal” como resposta! Isso acaba com o ânimo de qualquer um!

Quem está viajando precisa da motivação do seu parceiro para curtir e explorar o local do intercâmbio. Ao mesmo tempo, quem ficou no Brasil precisa ouvir palavras de encorajamento para aproveitar um pouco da vida enquanto o outro viaja!

Já fez intercâmbio? Pensa em fazer? Conhece quem fez durante o namoro? Comenta aí!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui