Dropbox segue Twitter e migra operação internacional para Irlanda

0
1

A maioria dos usuários do Dropbox agora possuem uma relação com o “Dropbox Irlanda”, uma nova entidade recém-anunciada que lida com todos os dados para usuários de fora da América do Norte.

A empresa anunciou a mudança no último final de semana, afirmando casualmente  a pelo menos 200 milhões dos seus 300 milhões de usuários que tinha atualizado seus termos de serviço “para servir melhor você e o número crescente de usuários do Dropbox ao redor do mundo” ao levar seu serviço para a Irlanda.

A mensagem se aplicaria a cerca de 70% dos usuários do Dropbox que vivem fora dos EUA, de acordo com informações publicadas em 2014 pelo Financial Times sobre os planos da empresa de abrir novos escritórios locais no Reino Unido, Austrália e Japão.

Mas o primeiro escritório internacional da empresa foi na cidade de Dublin, na Irlanda, e foi aberto em 2012 quando “decidiu ouvir o senso comum e pular na piscina”.

Para quem acompanha de perto assuntos como tecnologia, impostos e privacidade, o primeiro escritório do Dropbox fora dos EUA não foi nenhuma surpresa. A Irlanda é a segunda casa da Apple, Microsoft, Amazon, Facebook, Adobe e outras gigantes do Vale do Silício.

As mudanças anunciadas pelo Dropbox no final de semana se aplicam aos seus produtos e “incluem o fato de que vamos fornecer nossos serviços (incluindo Dropbox, Dropbox for Business, Carousel, e Mailbox) para você por meio do Dropbox Ireland a partir de 1º de junho”.

Os novos usuários que se inscreverem no serviço antes de 1º de junho já serão servidos a partir do Dropbox Ireland a partir de maio, de acordo com os termos de serviço atualizados da empresa.

Os termos de serviço atualizados se aplicam a todos que vivem fora dos EUA, Canadá e México, mas a empresa não falou nada sobre o que as mudanças significam para a legislação de proteção de dados que aplica aos seus usuários de fora dos EUA.

O Twitter fez um anúncio parecido no mês passado, destacando que todas as informações de contas para os usuários de fora dos EUA seriam controladas pelo Twitter International na Irlanda, ficando assim sujeitos ao Data Protection Directive, da União Europeia.

 

O Dropbox não usou o mesmo argumento, mas parece que os usuários que responderam à mudança nas páginas de suporte não entendem como essa ida para a Irlanda vai melhorar a experiência de uso, como a empresa promete. Na verdade, esses usuários alegam que a mudança foi impulsionada por acionistas para reduzir os impostos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui