Citado na Lava Jato, Henrique Alves deixa ministério do Turismo

0
1

O Planalto confirmou na tarde desta quinta-feira(16), a saída de Henrique Alves do Ministério do Turismo. O motivo, por mais uma vez, o nome do peemedebista está relacionado na Lava Jato, dessa vez, na delação do ex-presidente da Transpetro,  Sérgio Machado.

Situação de Henrique Alves ficou insustentável, após quarta delação, em que é citado como beneficiado em esquema.

Veja mais detalhes em matéria abaixo de O Globo:

Citado na Lava-Jato, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, pediu demissão nesta quinta-feira. Sem maiores explicações, a informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Alves, que é a terceira baixa do governo do presidente interino Michel Temer.Antes dele, Romero Jucá e Fabiano Silveira, do Planejamento e da Transparência, respectivamente, deixaram o governo Temer também devido ou a citações ou a declarações relativas à operação.

No acordo de delação premiada, Sérgio Machado disse que intermediou o pagamento de R$ 1,550 milhão para Henrique Eduardo Alves. Segundo ele, o dinheiro teve como origem contratos entre a Queiroz Galvão e e Galvão Engenharia com a Transpetro.

Durante um determinado período, Henrique Eduardo Alves fez lobby para a Transpetro contratar determinadas empresas de tecnologia e serviço, mas os negócios não avançaram. Pelo relato, o ministro era insistente na busca de doações. “Ele (Henrique Eduardo Alves) ligava diversas vezes para a Transpetro e o depoente ligou algumas vezes para ele”, disse Machado.

Blog do BG: https://blogdobg.com.br/#ixzz4Bm8xjp7a

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui