Greve dos servidores do INSS, Saúde e Trabalho completa 50 dias no RN

0
1

A greve dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e dos ministérios da Saúde e do Trabalho no Rio Grande do Norte completa 50 dias nesta terça-feira (25). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Previdência, Saúde e Trabalho do Estado (Sindprevs-RN), a paralisação tem adesão superior a 90%. Durante o período de greve, só estão sendo feitos os atendimentos classificados como emergenciais.

Ainda segundo o Sindicato, das 38 agências do INSS no Estado, 30 estão completamente fechadas e oito funcionam parcialmente, estando essas nos municípios de Natal e de Mossoró. Serviços como a concessão de aposentadoria por tempo de contribuição e pedido de seguro desemprego não estão sendo atendidos no momento.

Além do INSS, ligado ao Ministério da Previdência Social, servidores de outras duas pastas federais também deflagraram greve há 50 dias, em 7 de julho. No Rio Grande do Norte, a paralisação desses outros funcionários públicos representa a suspensão das atividades da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e das Delegacias Regionais do Trabalho (DRTs), totalizando quase 4.000 trabalhadores.

O Sindprevs-RN também informa que as negociações com o Governo Federal avançaram e há a expectativa de que a greve seja encerrada em breve. O ponto de maior entrave atualmente é o reajuste salarial de 27,5%, ainda não assumido pelos interlocutores do Executivo. Como informa o Sindicato, a proposta do Governo não representa nem mesmo as perdas inflacionárias da categoria ao longo dos últimos anos.

Quem precisa dos serviços suspensos do INSS deve contatar o telefone 135, canal de agendamento da Previdência Social. Os atendimentos serão retomados logo que a greve for finalizada.

 

*PortalNoAr

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui